Categoria: Aventura

A experiência de dois Estagiários Suecos nos Açores

Posted By : user/ 69 0

Olá a todos!

Daqui Simon & Emelie! Gostaríamos de partilhar a nossa história sobre o nosso tempo aqui nos Açores e esperamos inspirá-lo a fazer a mesma viagem que nós!

Somos dois estudantes suecos, a trabalhar na área do Turismo de Aventura, e há seis meses que temos a sorte de trabalhar para o Paulo e a sua equipa na Fun Activities, no âmbito do nosso estágio aqui nos Açores.

Tudo começou em fevereiro do ano passado, quando estávamos a começar a planear o nosso estágio que deveria começar no verão. Estávamos à procura de lugares como o Hawaii, Chipre, Tenerife, Espanha etc; lugares que poderiam oferecer uma ampla variedade de atividades como escalada, snorkeling, passeios de bicicleta, mergulho etc. Enquanto procurávamos, deparamo-nos com um vídeo de uma ilha com cenas de natureza dramática, cascatas, vulcões, água azul, “florestas tropicais ”… como algo tirado do filme “Jurassic Park” basicamente.

 

 

Após uma investigação mais aprofundada, descobrimos, que tudo isto tudo se encontrava na pequena ilha de São Miguel, que faz parte de Portugal, e era na verdade uma dentre um grupo de ilhas que formam o Arquipélago dos Açores, local descrito como a “Meca” dos aventureiros! E como bónus não custava uma fortuna para chegar lá!

Estávamos tão entusiasmados por termos acabado de encontrar exatamente o que estávamos à procura e começamos imediatamente a pesquisar por lugares para trabalhar lá! Procurávamos uma empresa que oferecesse as mais variadas atividades, tal como canyoning, escalada, trilhos pedestres, snorkeling, kayaking, ciclismo, etc., e uma empresa que promovesse o Turismo sustentável, no sentido de agir de forma que não provocasse impactos negativos na natureza.

Depois de procurar um pouco, percebemos que uma determinada empresa se destacava das demais… Essa foi a Fun Activities Azores Adventure! Achamos o seu e-mail e começamos a elaborar uma carta intimista na esperança de que nos aceitassem!

E eles aceitaram! Infelizmente, quando recebemos a confirmação, saíram as notícias de que o Covid-19 havia acabado de começar a espalhar-se pelo mundo. Estávamos a planear chegar à ilha no final de junho, mas devido à pandemia, tivemos que esperar um pouco mais pelo vôo.

 

 

Avancemos para o verão! Tínhamos acabado de voltar do nosso curso de “Arctic Guiding” em agosto, onde escalamos a montanha mais alta da Suécia, na região da Lapônia, quando recebemos a confirmação de que agora estávamos livres para viajar! Então, em questão de duas semanas, tivemos que tomar as vacinas, reembarcar as malas e fazer os testes de Covid. Ambos testamos Negativo e no dia 20 de agosto, chegamos ao aeroporto de Arlanda, em Estocolmo, com um vôo de 10 horas pela frente.

Chegámos a Ponta Delgada à meia-noite, onde o Paulo, o nosso novo patrão e mentor, nos recebeu no aeroporto. Ele levou-nos a comer algo rápido antes de nos deixar na nossa nova casa pelos próximos meses. Ele até nos trouxe um melão cultivado localmente como presente de boas-vindas, que era delicioso!

Tivemos o primeiro gostinho do que São Miguel tinha para oferecer no fim de semana seguinte, quando saímos para explorar e conhecer melhor a ilha e a cidade de Ponta Delgada.

 

 

Na segunda-feira, finalmente conhecemos alguns dos guias no armazém, onde fomos convidados para nos juntar ao Ricardo para a nossa primeira visita guiada; Kayaking até ao Ilhéu de Vila Franca do Campo. Foi quando soubemos, sem dúvida, que estávamos no lugar certo e em boas mãos!

Durante a nossa estadia aqui conseguimos explorar muitos dos tesouros escondidos de São Miguel … não é assim tão difícil! Onde quer que vá, em cada canto desta ilha, há algo que o irá fazer “cair o queixo”. É quase esmagador por vezes. Uma cascata enorme aqui, um miradouro lindo ali e olha! mais uma floresta tropical ali! e não me deixem falar sobre todos os trilhos! As escolhas são infinitas, aqui é realmente o paraíso dos amantes da natureza.

 

 

Ainda em setembro, a nossa equipa, junto da @Lifeipazoresnatura, comemorou o Dia da Limpeza Costeira com a limpeza da praia da Zona Balnear das Calhetas, onde recolhemos 34kg de lixo.

Tivemos a oportunidade de aprender o que se passa nos bastidores do mundo do turismo de aventura, graças ao João, que nos ensinou tudo o que podia sobre fotografia, cinema, edição e “profiling”.

O Paulo fez um excelente trabalho ao nos ensinar sobre Canyoning; Como montar âncoras, subir e descer de cordas suspensas, como funciona o equipamento, como evitar erros, como trabalhar com segurança, formas de usar uma corda etc. Sob a sua supervisão e orientação, praticamos essas técnicas no armazém e depois de ganhar alguma confiança, também tivemos sessões de treino de lá fora. Tudo isso será certamente útil no nosso futuro.

 

 

 

 

Todas as atividades que temos feito com a Fun Activities têm sido estupendas, e os guias aqui são simplesmente fantásticos! Além disso, e acredito que falo por nós dois quando digo isso, Canyoning é a atividade que nos tem providenciado as  mais incríveis experiênciaspara durante esta nossa estadia. Poder ouvir as histórias dos nossos clientes, o que os trouxe até aqui, porque o estão a fazer e o facto de se abrirem connosco sobre os seus medos, tudo isto enquanto rodeados do melhor que a natureza tem para oferecer.

É tão gratificante ver todos os nossos convidados a enfrentar os seus medos e como ficam felizes após tal feito, quando percebem o que acabaram de realizar!  É isso que importa para nós como guias, e é por isso que optamos por fazer o nosso curso de Turismo de Aventura em primeiro lugar. É por isso que amamos o que fazemos!

O que é ainda mais gratificante, é quando temos guias como o Paulo e o João que explicam os arredores; a natureza, a flora e a história dos lugares, à medida que percorremos um determinado caminho ou rio. É muito inspirador como estudante/estagiário ver alguém a fazer tudo isso com tanta paixão!

Eles realmente cumprem o seu slogan – Adoramos o que fazemos e queremos partilhar isso consigo!!

 

 

Trabalhar “lá fora” realmente mudou a nossa vida e foi recompensador em diversas maneiras. Tem sido uma experiência de aprendizagem incrível para nós dois. Conhecemos tantas pessoas e amigos novos. Aprendemos tanto sobre a cultura portuguesa, técnicas de orientação, saímos das nossas zonas de conforto e claro, vimos aumentar a nossa autoestima e ganhamos confiança através desta experiência de aventura em trabalho .

Infelizmente, todas as coisas boas chegam a um fim, e no dia 29 de janeiro voaremos de volta para a Suécia. Vamos com as mochilas cheias e o coração recheado de experiências, conhecimento e planos para as próximas aventuras! Iremos voltar cá no futuro, isso é definitivo, e esperamos encontrar alguns de vocês a visitar os Açores também!

 

 

Se você quiser saber mais sobre a nossa experiência aqui em São Miguel, podem seguir-nos e as nossas aventuras no Instagram @Almenontour & @Empilainen, onde postamos com frequência.

Com isso dito! Queremos agradecer muito ao Paulo e à equipa por esta oportunidade e por nos acolherem sob “as suas asas”! Vocês deram-nos tanta inspiração, experiências, conhecimento e oportunidades, que não sabemos mesmo como retribuir! Sentimo-nos muito bem-vindos aqui e conhecemos tantas pessoas incríveis. Foi uma enorme honra trabalhar para vocês na Fun Activities Azores Adventure!

Cuidem-se/Hej då!
Simon Almén & Emelie Gustavsson.

… uma semana de diversão com Malteses aventureiros …

Posted By : user/ 61 0

Esta semana tem sido uma semana super divertida para a Fun Activities. Recebemos um grupo muito especial de 24 pessoas da ilha de Malta que confiaram em nós para planear uma semana inteira de aventura e exploração connosco. Tivemos todos a organizar esta viagem e pelas vibrações positivas e feedback que recebemos, foi um grande sucesso!

 

Dia 1 – Caminhada na Ribeira Funda – Maia + Fábrica de Chá + Salto do Cabrito

No primeiro dia queríamos impressionar os nossos novos hóspedes com a beleza da ilha, por isso planeámos uma caminhada moderada de 3 horas de manhã na zona da Maia. Aqui, os malteses puderam provar o que São Miguel tem para oferecer; caminhando ao longo de terrenos acidentados verdes, passando por antigos moinhos de água e cascatas, chegando à beira-mar com a praia de areia preta e continuando ao longo da costa. Terminamos este desafio com um merecido piquenique preparado para eles desfrutarem à beira-mar e relaxarem ao sol.

 

 

Mais tarde fizemos uma visita à fábrica e plantação de chá Cha Gorreana, onde partilhamos a nossa herança com eles e depois de um refrescante chá verde gelado, era hora de voltar para casa.

 

 

No entanto, a empolgação com os eventos do dia passou para todos nós por isso decidimos surpreender o grupo com uma visita espontânea ao Salto do Cabrito. Assim que chegamos, rapidamente fizeram todos uma linha de abelhas para a magnífica cascata onde, em poucos minutos, todos estavam mergulhando na sua água fresca da nascente, a refrescarem-se do calor dos dias. A alegria deles valeu o desvio de volta ao hotel e todos estavam entusiasmados depois de um dia incrível e ansiosos para o que o dia seguinte lhes reservaria!

 

 

Dia 2 – Natação com Golfinhos + Canyoning + Furnas

Um dos nossos guias juntou-se ao grupo maltês pela manhã para a primeira atividade do dia; natação com golfinhos, que organizamos através de outra empresa que oferece esta experiência memorável.

 

 

Fomos buscá-los mais tarde após o almoço e enquanto todos faziam uma soneca revigorante, nós conduziamos para o próximo evento; Canyoning na Ribeira dos Caldeiroes. Para a maioria foi a primeira vez de Canyoning então fizemos a atividade de nível iniciante para que todos no grupo pudessem desfrutar. Havia muitas risadas enquanto deslizávamos ribeira abaixo, gritos de deleite fazendo rapel ao lado das cascatas e muitos gritos de encorajamento entre nós em alguns dos saltos mais altos. Alguns tiveram os seus receios pelo medo de altura por isso para quem prefere um terreno mais sólido, temos outros caminhos a seguir com o resto do grupo. Os nossos clientes realmente orgulharam-me naquele dia pois conheço alguns deles que teve as suas preocupações com esta atividade e realmente colocou os seus medos de lado e saiu da sua zona de conforto. Todos ficaram emocionados com a conquista daquele dia concluindo a sua primeira atividade de canyoning num dos locais mais incríveis da ilha.

 

 

Depois seguimos para as Furnas para uma visita rápida à Caldeira da Lagoa das Furnas. Aqui vimos exatamente onde e como o nosso próximo jantar de Cozido havia sido preparado e agora estava pronto para ser retirado da terra para devorarmos.

 

 

Estávamos todos cansados com os acontecimentos do dia e estava a ficar tarde quando terminamos o jantar. No entanto, descobrimos que os malteses estão sempre dispostos a mais! Então fomos fazer uma caminhada após o jantar até a Poça da Silvina. Sentamo-nos ao redor da primavera quente para mergulhar os nossos pés na água de 40 graus sob o céu noturno. Seguimos então para a zona do Chá das Caldeiras para experimentar os diferentes sabores das fontes de água potável. Este foi um dia cheio de diversão e aventura e todos estavam cansados mas felizes em voltar para casa para uma boa noite de descanso.

 

Dia 3 – Caminhada na Lagoa do Fogo

Tínhamos planeado uma caminhada de um dia inteiro de aproximadamente 20km, fazendo um belo percurso começando na Lagoa do Fogo e continuando pelo trilho das Quatro Fábricas de Luz e terminando com um mergulho no mar em Aqua d’Alto. No caminho para o início da caminhada também tivemos a oportunidade de parar para algumas fotos lindas das Lombadas. Tivemos muita sorte com o tempo esta semana e hoje começamos a caminhada com um céu nublado o que era ideal considerando que o início da caminhada é uma subida até ao topo da montanha da Lagoa do Fogo. Chegando ao topo, de repente as nuvens se separaram e fomos abençoados com 360 graus de visão clara de toda a ilha. O mar de um lado com o ilhéu de Vila Franca do Campo em destaque, a vegetação luxuriante que tomou conta deste antigo vulcão e o azul da lagoa na cratera abaixo de nós é muito único nesta área tornando esta uma das mais belas caminhadas na ilha.

 

 

As gaivotas voam por cima de nós com um olhar atento à medida que percorremos esta área protegida até à Levada, um canal de rega que percorremos através da floresta até ao final da primeira parte deste trilho. Seguimos para a parte histórica do nosso trilho; as antigas fábricas de electricidade que estiveram entre as primeiras a produzir energias renováveis na Ilha de São Miguel no final do século XIX.

 

 

Hoje aproveitamos a curta caminhada pela mata, conhecendo o riacho que nos levou à cascata da Cascata do Secreto e ao Poço dos 30 Reis onde nos juntamos aos locais para um mergulho nas “piscinas”.

Após esta pequena pausa partimos com determinação para terminar a última parte da caminhada, terminando o dia com uma merecida cerveja fresca e nadando e mergulhando na bela praia de Agua D’Alto.

 

Dia 4 – Kayaking + Coasteering

Decidimos dividir o grupo em dois para que todos possam aproveitar ao máximo cada experiência, aproveitando ao máximo o tempo que passamos juntos e ajudando os guias a dar atenção total aos nossos clientes garantindo que todos estejam seguros enquanto se divertem. Para estes amantes de aventura estava programado um passeio de caiaque até ao Ilhéu de Vila Franca do Campo. Esta é uma viagem de ida e volta de cerca de 5km, com tempo para nadar e relaxar na praia interna e explorar o ilhéu. Em seguida, remaremos até a parte de trás do ilhéu para explorar as grutas. A água estava um pouco agitada e com a corrente que sempre é proeminente nesta área, todos nós tivemos que usar toda nossa força para remar através do canal ao longo da costa e de volta ao porto.

 

 

Depois de um bom almoço para renovar as nossas energias partimos para a Caloura para desfrutar de algumas horas de Coasteering. Lá atravessamos o acidentado terreno vulcânico ao longo da costa, pulamos nas piscinas naturais e divertimo-nos nos redemoinhos antes de sermos cuspidos pelas correntes no mar. Nós gostamos de explorar pequenas grutas e nadar ao redor das baías para escalar de volta nas pedras pretas ao final de um dia épico.

 

 

Dia 5 – Sete Cidades + Ferraria + Mosteiros

No último dia começamos mais tarde do que o normal para dar aos nossos clientes algum tempo livre para explorar Ponta Delgada e comprar alguns artefactos e iguarias locais para levar para casa. Depois partimos para as Sete Cidades onde fizemos uma caminhada para avistar pequenos lagos da zona e através da floresta, deixando o melhor para o fim; a vista das duas lagoas da Boca de Inferno. Com o céu limpo e o sol a brilhar intensamente, as cores da lagoa verde e azul destacaram-se em toda a sua glória.

 

 

Mais tarde partimos para a Ferraria para vivenciar a nascente termal natural em pleno Oceano Atlântico. É sempre uma agradável surpresa quando atinge a água pela primeira vez à espera de água gelada e encontra o oposto. Enquanto alguns de nós relaxamos os músculos doloridos nesta maravilha natural, outros mergulharam para ver a abundância de vida marinha na área. Com grande relutância, deixamos a área completamente relaxados para o nosso jantar de despedida.

 

 

Para as nossas últimas horas juntos organizamos um churrasco no melhor local para assistir ao pôr do sol na ilha; Mosteiros. Este foi um evento muito especial porque tivemos uma grande surpresa na manga. Uma recepção de casamento improvisada! Durante a nossa semana com os malteses descobrimos que havia um casal recém-casado que, infelizmente, devido à recente pandemia, não pôde celebrar o seu casamento como é costume. O casal ficou realmente sem palavras e foi emocionante para todos nós ver o seu sonho a tornar-se realidade. Surpreendemos a noiva com um buquê de flores, eles fizeram a sua primeira dança rodeados pelos seus amigos que partilharam alguns conselhos carinhosos de conselho para o futuro. A noiva sendo cantora profissional, tratou do seu marido, e nós, com sua bela voz cantando para fazer os votos de casamento ao marido, comemos bolo, champanhe e comidas e bebidas incríveis, tendo como pano de fundo o pôr do sol. Foi uma noite verdadeiramente especial culminada com a observação de estrelas e um cometa enquanto festejamos a noite toda!

 

 

O tempo voa quando estás a divertir-te e logo todos nós nos despedimos de coração. Foi um prazer estar em tão boa companhia durante toda a semana, com vibrações positivas e entusiasmo. Esperamos voltar a ver alguns destes rostos amigos no futuro, até então, esperamos que esta passagem pelos Açores tenha sido uma experiência para a vida toda e tenho a certeza que todos voltaram para casa com algumas memórias muito especiais.

Estamos de volta à ação!

Posted By : user/ 65 0

Olá a todos! É verdade, estamos de volta à ação! Depois dos últimos meses com os Açores “encerrados”, a equipa finalmente teve a liberdade de voltar a sair juntos na natureza 😊. A Fun Activities em colaboração com a Junta de Freguesia da Lomba S. Pedro iniciou o trabalho de realização de um novo percurso de canyoning e trilho pedestre em Janeiro de 2020. Assim, para primeira aventura, decidimos consultar o nosso projecto para ver se a mãe natureza tinha causado algum estrago na nossa ausência.

Sendo um dos mais novos membros da equipa de actividades divertidas, fui avisada que esta caminhada tem cerca de 6km e é considerada difícil, por isso, armada com as minhas botas de caminhada resistentes, estava pronta para ir! Fiquei muito entusiasmada ao ver este novo percurso, pois prometia uma aventura cheia de surpresas!

Não fiquei desapontada, pois rapidamente estás no meio da floresta, cercado por uma extensão de vegetação luxuriante, a olhar para o vale. Esta vista, esta envolvente, sentir que se está no meio do nada, é para mim, a verdadeira essência da beleza dos Açores, com a Natureza no seu melhor, intocada pelo homem.

 

 

Pensando nisso, tenho o orgulho de dizer que todo o trabalho que foi feito até agora e continuará a ser feito pela Fun Activities aqui, será feito com o maior cuidado para trabalhar com a natureza, para abraçá-la e valorizá-la para Turismo sustentável. Na verdade, a ideia de fazer um novo percurso de canyoning começou há três anos, quando a equipa da Fun Activities percebeu que a ilha precisava desesperadamente de um percurso alternativo de canyoning, visto que as que estão a ser utilizadas de momento tornaram-se muito populares devido ao fácil acesso e estão a ser muito procuradas por turistas e moradores locais. Na realidade, a Ilha de São Miguel é composta por 60% de vegetação, muita da qual é um território inexplorado à espera de ser descoberto e explorado.

Assim, elaborámos este plano que foi aprovado pela Direcção de Turismo e daí demos início a este projecto de um novo percurso de canyoning e um novo percurso pedestre, envolvendo e empenhando os agricultores e pescadores locais. O nosso objetivo é garantir que não apenas o meio ambiente seja protegido, mas também ajudar os moradores a melhorar o seu estilo de vida. Ao iniciar este projeto e fazer parceria com o conselho local, esperamos melhorar a área para que todos possam desfrutar, beneficiar a comunidade local economicamente e incluir moradores com problemas sociais para ajudá-los a adquirir novas habilidades e uma oportunidade de melhores perspectivas futuras.

 

 

No entanto, ainda estamos muito longe de terminar e hoje, com um pouco de escorregões e escorregões da minha parte, descemos a encosta íngreme do vale, ao som da água corrente como nossa guia. Chegando lá abaixo, fomos recebidos com uma visão incrível; 360 graus de verde, um rio que desce, coroado por uma bela cascata.

Porém, se quiser chegar ao pé da cascata precisa de estar disposto a molhar os pés e subir o leito do ribeira. Felizmente para nós, esta temporada de inverno não foi particularmente chuvosa e a ribeira estava bastante fraca, então encontramos alguns troncos e troncos e construímos uma ponte improvisada de modo a alcançar o terreno estável.

 

 

Ao chegar mais perto da cascata não pensaria que poderia ficar melhor, mas fica! Não é apenas a cascata ou a bela lagoa azul abaixo dela que acena para um mergulho, mas toda a exuberância que o cerca com uma cortina de água de nascente descendo por todos os lados desta área fechada. Os raios do sol caindo fazendo com que pareça ainda mais mágico. Nenhuma foto pode fazer justiça a esta visão. Então aqui nos sentamos para uma pequena pausa e desfrutamos da paz e do som dos pássaros e ouvimos o farfalhar das árvores.

 

 

Fazer o caminho de volta até ao início do trilho tirou o meu fôlego, literalmente. Mas continuar na rota de caminhada foi a minha recompensa. Ao longo do caminho ficamos rodeados pelas muitas árvores e plantas endémicas dos Açores e pelo cheiro suave dos eucaliptos.

Logo descobri porque esse trilho é marcado como difícil mas se gosta de um percurso com uma pista de obstáculos como eu, então este é definitivamente para ti. Existem alguns locais onde o equilíbrio e a leveza dos pés são essenciais para passar por passarelas e pontes ilesas e escorregadias. Tenho vergonha de dizer que a minha agilidade pós-quarentena deixou-me afundada até os tornozelos ou sentada na lama na maioria desses locais mas ainda assim rimos muito. Tivemos que sujar as mãos com um pouco de dificuldade e escalar uma parede com a ajuda de uma corda que não é para os fracos de coração.

Porém, chegar ao topo da cascata final neste trilho valeu a pena. Pessoalmente, estou muito animada em ter uma atividade de canyoning aqui num futuro próximo. Quer tenha medo de alturas ou não, este local dá vontade de descer de rapel sob as cascatas ou, se for corajoso o suficiente, pular de uma saliência e descer ribeira abaixo.

 

 

Fizemos o percurso circular neste dia mas existem outras opções para voltar ao ponto de partida. Foi interessante ver que durante o trabalho que iniciamos recentemente a equipa descobriu um antigo trilho que foi feito e usado anteriormente por nossos ancestrais e agora nós a integramos no nosso dia a dia também. Ao longo de toda esta aventura foi difícil manter a minha atenção nos pés pois eu só queria olhar para as árvores antigas, grandes e magníficas ao meu redor ou olhar para a ribeira e cascatas ao longo do caminho e imaginar todas as possibilidades de diversão neste playground de canyoning.

Saber que tenho muitas roupas e sapatilhas enlameados para lavar não atrapalhou o facto de que foi um ótimo dia e nos divertimos muito! Mal posso esperar para voltar aqui e assim que as obras forem concluídas e o trilho for oficialmente aberto ao público, podemos trazer todos os amantes de aventura para uma manhã ou dia de Canyoning para que possam vivenciar tudo isso com nós também o fazemos. Fique atento para mais atualizações 😉

 

Primeiro dia no #ITBBerlin2019!

Posted By : user/ 280 0

Visite-nos! Balcão #Azores, corredor 4.1. 🤩

👉 Dê também uma vista de olhos nas nossas páginas do Facebook, Instagram, YoutubeTripAdvisor!